Alta Performance é destaque na 23ª edição do Agros XXI

Mais de 200 parceiros, colaboradores e clientes do Grupo Agros, de Norte a Sul do Brasil, acompanharam na quinta-feira, 23 de setembro, a 23ª edição do Agros XXI. Realizado em formato digital, com cenário inovador e transmitido pelo Youtube direto do CTG Sentinela da Querência, em Erechim, o evento trouxe ao centro do debate a importância da gestão de pessoas e a busca pela alta performance, com palestra do consultor na área de mudança organizacional, Pedro Mandelli.

Como foi

Depois de apresentação cultural do músico Bira Caldeira, as atividades foram abertas pela diretora da Agro1, Leila Beledeli, que agradeceu a presença do público, reforçando o compromisso do Grupo Agros em manter-se próximo aos seus clientes. Ela também falou do desafio de promover mais um Agros XXI de modo on-line, fazendo menção, ainda, ao legado do fundador do Grupo Agros, Beto Coimbra, falecido em 2019.

Produtividade, lucratividade e longevidade

Ao especificar a atuação do Grupo Agros, hoje sob a administração geral de Ana Coimbra e Gilnei Molossi, Leila destacou as empresas que integram a marca, que tem 35 anos de experiência no agronegócio: Agros Assessoria e Consultoria; Agro1; AgroExata Sul; além do setor de produção. “Geramos soluções através da implantação de práticas de gestão profissional com foco na produtividade, lucratividade e longevidade. Possuímos uma identidade no mercado de muito respeito e reconhecida pela excelência e inovação”, pontuou, chamando a atenção, ainda, para alguns números, como o fato do Grupo atender a mais de 500 clientes no Brasil, ultrapassando a marca dos 3 milhões de hectares. 

‘Juntos somos mais fortes’

Na sequência, obedecendo aos protocolos sanitários, foi a vez dos gestores do time de Consultoria da Agros, Lucas Broch e Márcia Barbieri, apresentarem de forma breve o cenário do agronegócio diante da pandemia. Com base em dados da série histórica do Grupo Agros, Lucas mostrou que a safra de soja 2020/21 trouxe resultados recordes para os clientes da empresa, fruto de boa produtividade e a elevação do preço das commodities.

Lucas e Márcia, ao evidenciaram a importância da união e do compartilhamento de informações nas empresas, ainda abordaram aspectos relacionados aos fatores externos e internos que impactam o negócio, frisando a importância do planejamento e da gestão, sem jamais perder de vista o papel determinante das pessoas no processo, a fim de manter bons resultados.

Alta performance

O encontro foi encerrado por um dos principais nomes do Brasil na área de consultoria empresarial e gestão de pessoas, Pedro Mandelli. Direto de São Paulo, o especialista apresentou a palestra “Sustentando a Alta Performance”. Nela, Mandelli indicou caminhos para que as empresas se mantenham no topo, assegurando o bom desempenho dos colaboradores mesmo em períodos de bons resultados para garantir excelência e produtividade. Para tanto, o consultor destacou o papel do líder no processo – e alertou: o país precisa qualificar mais, e melhor, seus líderes.

Ele também chamou a atenção para que as empresas capacitem as pessoas na liderança; e antecipou: o desenvolvimento do setor de gestão de pessoas é vital para o futuro das organizações. Pedro Mandelli ainda respondeu a questionamentos do público.

A 23ª edição do Agros XXI chegou ao final com as palavras de Ana Coimbra e Gilnei Molossi. Os diretores agradeceram a audiência e os colaboradores da empresa pelo sucesso do evento – que, assim como iniciou com música, encerrou com o som de Bira Caldeira, desejando dias melhores a todos.

Você sabia?

O Agros XXI teve sua primeira edição realizada em 1998, momento que marcou uma das maiores transformações do Grupo Agros. ‘Depois de termos aperfeiçoado um modelo de assistência técnica durante uma década, e conquistado uma carteira de clientes regional sólida, decidimos estabelecer um ponto de corte no modelo de serviços prestados, entendendo que a assistência técnica pura, sem um suporte de gestão financeira, de processos e pessoas poderia limitar, e até mesmo pôr fim, aos negócios de nossos clientes’, lembra Gilnei Molossi, fundador da empresa ao lado de Beto Cimbra.  ‘Foi neste contexto que nasceu o Projeto Agros XXI, numa alusão à entrada no novo século. A missão era desafiar nossos clientes a implementar processos de gestão em suas fazendas, especialmente os financeiros, procurando identificar e trocar informações individuais sobre custos, receitas e margens para ampliar o conhecimento e provocar desenvolvimento coletivo’, explica.

LCDPR | Webinar do Grupo Agros discute importância do planejamento tributário para 2021

A 1ª edição de 2021 da série de Webinars do Grupo Agros, realizada nesta quinta-feira, 28, discutiu a importância da revisão de eventuais inconsistências realizadas no último exercício e os necessários ajustes para construir, de modo planejado, um ano sem complicações tributárias e com bons resultados.

Neste processo, o Livro Caixa Digital do Produtor Rural (LCDPR) ganha relevância e, na condição de obrigação acessória, deve fazer o produtor dedicar um tempo para avaliar/ajustar os procedimentos da atividade.

Conforme a consultora do Grupo Agros, Márcia Barbieri, é determinante dar atenção especial a adequada forma de exploração, entendimento do negócio pela equipe administrativa, correta tradução no movimento financeiro e o alinhamento dos processos de registro.

“Se o fechamento do ano fiscal 2020 não aconteceu como esperado, o início de 2021 é vital para alinhar e organizar essas informações”, resumiu Márcia durante a atividade, que também contou com a presença do sócio-proprietário da Audicope Paracatu, de Minas Gerais, João Batista; e da sócia-proprietária na Unitec Assessoria Contábil Ltda Jataí, de Goiás, Renata Oliveira.

Mais de 150 produtores, contadores e profissionais ligados ao agronegócio participaram das discussões, tirando dúvidas e compartilhando experiências.

Dicas dos especialistas

# O processo das informações tributárias deve ser construído ao longo do ano para permitir as condições necessárias e adequadas de cumprimento das obrigações fiscais.

# O ambiente tributário é complexo e demanda que o produtor rural se organize, revisando as informações que serão entregues ao Fisco. Igualmente, deve se identificar antecipadamente situações que possam estar inconsistentes, permitindo os ajustes necessários.

Saiba mais

# Caso dúvidas e dificuldades persistam, o Grupo Agros conta com equipe especializada na área, que analisa desde a conformidade dos registros da propriedade até a forma de exploração da atividade no núcleo familiar, construindo um planejamento tributário adequado ao modelo de negócio.

# Quem perdeu o 1º Webinar do ano do Grupo Agros pode solicitar acesso ao material pelo e-mail mkt@agro1.inf.br.